Devoção do Mês de Junho

Trigésimo primeiro dia

Quarto meio de obter a devoção ao Sagrado Coração de Jesus

GRANDE DEVOÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Pleno poder sobre o Coração de Jesus tem a Virgem Santíssima que é a Mãe do perfeito amor, mater pulchrae dilectionis. Por sua intercessão alcançaremos ser dele abrasados.

Muito conformes e unidos entre si são os Sagrados Corações de Jesus e Maria para que um nos conduza infalivelmente ao outro; com a diferença que o Coração de Jesus favorece mais particularmente as almas puras, e o de Maria purifica as que não o são, pelas graças que lhes alcança, e as habilita para serem acolhidas pelo Coração de Jesus.

Os próprios pecadores não devem perder a esperança de obter esta graça por intermédio do Coração de Maria, asilo de todos os miseráveis e recurso do mundo inteiro. Sem terno amor a esta Mãe de misericórdia não se deve esperar ingresso no Coração de Jesus.

Dizendo Santa Gertrudes um dia com muita devoção estas palavras da Salve Rainha: "vossos olhos misericordiosos a nós volvei" apareceu-lhe Nossa Senhora e, mostrando-lhe os olhos do Menino Jesus, que trazia ao colo, disse: «Eis aqui os olhos misericordiosíssimos que eu posso volver 'a minha vontade para os que Me invocam». Tenhamos, pois, terno amor a Maria, e em breve seremos abrasados de ardente amor para com seu Filho. Esta é a recompensa que Nossa Senhora consegue para seus sinceros devotos. Todos os bens nos vieram e virão por Maria.

Não é difícil acercarmo-nos desta terna Mãe,que nos assegura sair ao encontro de todos quantos a procuram, e ser quem primeiro se apresenta. Em verdade, é ela quem nos inspira o desejo de amá-la e servi-la, a fim de poder nos enriquecer com todos os tesouros de que é depositária. Por Suas Mãos passam as graças de que o Coração de Jesus deseja nos cumular.

Recorramos a Maria, principalmente a seu Coração, perfeita imagem do de Jesus; supliquemo-lhe pela sua Imaculada Conceição, o mais caro de seus privilégios, e fiquemos certos que não nos recusará coisa alguma. Não separemos nunca em nossa devoção o Coração de Maria do de Jesus: a ambos tributemos reverência e amor; dediquemo-nos e consagremo-nos inteiramente a estes dulcíssimos Corações; enderecemos nossos pedidos a Deus Pai pelo Coração de Maria; tudo alcançaremos do Pai pelo Coração de Jesus, e tudo do Filho pelo Coração da Mãe.

Santa  Maria da Encarnação nunca procedia de outro modo, servia-se do Coração de Maria para rogar a Jesus, e do Coração de Jesus para suplicar ao Pai Eterno.

 

 


O Beato Herman louvava sempre o Coração de Maria, e todos os dias de sua vida, dele recebia marcantes favores.

Ó Maria, Mãe da Graça! vede nossa miséria, e os dissabores que nos acabrunham neste vale de lágrimas; rogai a Jesus que nos abra Seu Coração; e nos ensine a afogar todas as nossas tristezas e penas em Seu Divino Coração, que na terra foi mar de amarguras.

Prática

Quando assistirdes à Missa, oferecei ao Coração de Jesus as disposições da Virgem Santíssima ao pé da Cruz, e quando comungardes, oferecei-Lhe igualmente os sentimentos de Maria e seu santo êxtase de amor no momento da Encarnação. Esta prática, ensinou-a Jesus a Santa Margarida Maria.

Oração jaculatória

Ó Maria! não terei descanso enquanto de Vós não tiver obtido o conhecimento, o amor do Coração de Vosso dulcíssimo Filho!

3 vezes:
Divino Coração de Jesus, tende piedade de nós.
Coração Imaculado de Maria, rogai por nós.

Devoção do mês de junho