Ajude os sites LeiaMe!
Clique no botão para gerar um boleto com sua contribuição:

Segundo Domingo de Páscoa
Festa da Misericórdia

 

“Desejo que a Festa de Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. Nesse dia estão abertas as entranhas da minha Misericórdia. Derramo todo o mar de graças nas almas que se aproximarem da fonte da minha Misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e castigos. Nesse dia estão abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças. Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de Mim, ainda que seus pecados sejam como escarlate...
A Festa da Misericórdia saiu das minhas entranhas...
Desejo que seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa. A humanidade não terá paz enquanto não se voltar à fonte da minha Misericórdia”

      O Diário de Irmã Faustina contém pelo menos quinze ocasiões nas quais se refere ao pedido do Senhor para que fosse estabelecida em toda a Igreja, oficialmente, a Festa da Misericórdia.

      Essa Festa foi instituída pelo papa João Paulo II para toda a Igreja no ano 2000, quando Irmã Faustina - a religiosa que recebeu de Jesus a missão de fazer conhecida a Misericórdia Divina - foi canonizada.

      Ganha hoje uma indulgência plenária quem comungar em estado de graça!

Devoções