Ajude os sites LeiaMe!
Clique no botão para gerar um boleto com sua contribuição:

 

Segunda semana da Quaresma
Domingo, dia do Senhor!

Das objeções à confissão:

Houve um tempo em que eu ia à confissão, mas ela não impediu que eu pecasse novamente...

Resposta:

      Houve um tempo em que eu me lavava e isto não impediu que eu me sujasse novamente. Houve um tempo em que eu me alimentava e agora estou com fome novamente. Esforço inútil, trabalho infrutífero! Estou disposto a não mais me lavar e nunca me alimentar novamente. O que você diz?

      A vida da alma é como a vida do corpo. São duas vidas que precisam de cuidado, de zelo, de alimento, precisam ser preservadas e fortalecidas através de labuta paciente que se renova a cada dia e que continuará até a morte.

      Assim nos declara o FILHO DE DEUS no Evangelho, “Somente aquele que persevera até o fim será salvo”. Você é muito apressado, meu caro amigo. Quer fazer tudo de uma só vez. Você não deve tomar as coisas dessa forma. Basta ao dia o seu próprio fardo. Hoje, lave-se e alimente-se para hoje. Amanhã, você pode se lavar e se alimentar para amanhã, e assim até o fim.

      Faça o mesmo com sua alma; hoje, purifique-a e lhe dê todo o cuidado, sem pensar num futuro que talvez não virá e o qual, se vier, terá seus próprios encargos. Ore, confesse, comungue, sirva a DEUS e nunca se canse.

      Quando acerto meu relógio nunca espero que ele funcione por um período de tempo indefinido e acho muito natural ter de acertá-lo daí a oito ou quinze dias. Da mesma forma acerte sua pobre consciência, que pára com freqüência e que tanto precisa receber a visita de DEUS.

Mons. de Ségur
Confissão - Um livrinho para os relutantes
Editora da Divina Misericórdia

 

      A parábola do filho pródigo demonstra o amor de Deus pelo pecador que reconhece o seu estado de miserabilidade, que confessa o seu pecado e que se volta arrependido para os braços acolhedores do Pai Celestial. No aspecto espiritual, o homem estava morto enquanto vivia no pecado, mas nasceu de novo ao morrer para o pecado. Ao voltar-se para Deus, tornou-se nova criatura. As coisas velhas ficaram para trás e tudo se fez novo para o filho pródigo.

Victor Hugo Oreenhalgh
 

“...para Mim, os vossos pecados são como ferro; para Mim, os vossos atos de amor são como ouro. Se Me entregásseis mil quilos de ferro nunca seria tanto como se Me désseis dez quilos de ouro! Isto significa que com um pouco de amor se podem redimir imensas iniqüidades.”

(Deus Pai a Madre Eugênia)

      O Pai amou-nos de tal sorte que nos enviou o seu próprio Filho para ser o nosso Salvador. Jesus significa precisamente, salvador! E salvou a nossa vida com sua morte!

      A nossa atitude mais próxima do coração do Pai – o Pai misericordioso que abraça o filho pródigo – é a de darmos ao seu filho unigênito a possibilidade de ser aquilo que o identifica: o nosso Salvador. Cada vez que reconhecemos o nosso erro damos-lhe a oportunidade de exercer o seu título mais querido: o título de Salvador.

D. Rafael Llano Cifuentes
Não temais, não vos preocupeis


      Rezemos a oração Deus é meu Pai.

 


Devoções