Dias 19 de cada mês
consagrados a São José

É prática geralmente admitida entre os devotos de São José consagrar-lhe o dia 19 de cada mês. Além da comunhão, costumam fazer outras preces, podendo servir para esse fim as seguintes meditações mensais:

Vinde, Espírito Santo...

Oração Preparatória

Senhor meu Jesus Cristo, que tanto amor manifestastes a esse Varão justo, a quem na terra dáveis o nome de pai, e que vos gozais nos louvores que damos às virtudes que ele praticou, e às grandezas e privilégios com que vós mesmo o enriquecestes, fazei que conheçamos essas virtudes e que as pratiquemos.
Tentamos nestes cultos unir-nos a vosso coração agradecido, para com ele agradecer os benefícios que São José vos fez, e sobretudo os muitos que por sua intercessão temos nós recebido.
Virgem Santíssima, Esposa amantíssima e amadíssima de São José, Vós honrastes este grande Santo como ele merecia ser honrado, porque conhecíeis seus méritos e o muito que ele valia, e também porque com o trato contínuo com ele e com os serviços que vos fazia, tinha obrigado o vosso coração: fazei que eu conheça suas virtudes e que as imite, para me fazer digno de seu amor.
Ó glorioso Patriarca, pai nutrício de Jesus, Esposo de Maria, pelo amor que tivestes a estes dois entes queridos, suplico-vos que me alcanceis o amor de Deus, e uma devoção constante a estes meus queridos Jesus e Maria, e graça para aproveitar-me deste exercício.
Amém

DIA 19 DE ABRIL
Meditação

Presença de Jesus

Ponto 1 - São José teve uma morte muito feliz, porque serviu a Jesus. serviu-o sempre sem arredar-se por dificuldades, serviu-o nas provas, nas tribulações. Serve a Jesus em vida, se desejas uma boa e santa morte.

Ponto 2 - A morte de São José foi feliz, porque viveu em amizade íntima com Jesus,s ervindo-o sempre, fez sempre a vontade de Deus. Queres a morte feliz de São José? Procura agora a amizade com Deus e serás perfeito.

Ponto 3 - A morte de São José foi felicíssima, porque nunca se apartou de Jesus por culpa própria. Quando Jesus para prová-lo afastou-se dele, procurou-O nosso Santo com diligência e amor. Não percas a Jesus em vida, e ele estará contigo na morte.

Fruto - Fazer cada hora um ato de presença de Deus.

ORAÇÃO
(Consagração à Sagrada Famíla)

Ó amantíssimo Jesus, que com vossas inefáveis virtudes e com os exemplos de vossa vida oculta, consagrastes a família que escolhestes para vossa! Lançai um olhar de clemência sobre os moradores desta casa, que prostrados a vossos pés, vos pedem que lhes sejais propício. Lembrai-vos que sois o dono desta casa, porque a Vós está exclusivamente entregue e consagrada. Guardai-a com benignidade, apartai dela os perigos, socorrei-a nas necessidades, plantai nela as virtudes que ploresceram na vossa casa de Nazaré, para que dedicada com fidelidade a vosso serviço e amor na vida, possa cantar no céu eternamente vossos louvores.
Ó Maria, Mãe dulcíssima, recorremos confiados a vosso socorro, na certeza de que vosso Unigênito acolherá nossas súplicas.
E Vós, gloriosíssimo São José, socorrei-nos com vossopoderoso patrocínio, e depositai nossas orações em mãos de Maria, para que as apresente a Jesus Cristo.

ORAÇÃO FINAL

Felicíssimo Patriarca, tão ternamente amado de Jesus e de Maria, que vos manifestaram esse amor principalmente na morte soberanamente preciosa que tivestes. Que consolação a vossa, meu amantíssimo Protetor, quando nesse derradeiro instante, Jesus e Maria, assistindo a vosso lado, defenderam vossa alma dos insultos dos inimigos, e a levaram depois ao seio de Abraão!
Este instante espantoso há de chegar sem remédio para nós, e ainda na hora menos pensada: que será entã de nossas almas? Vossa vida inocente e as heróicas virtudes que praticastes, e sobretudo a presença de vossos queridos Jesus e Maria, vos deram essa preciosa tranqüilidade com que passastes deste mundo; mas que será de nós?
Iludidos pelos inimigos e pelas paixões, nos entregamos muitas vezes em suas mãos ofendendo a Jesus que nos há de julgar!
Ah! amantíssimo Protetor nosso, à vista duma vida tão pouco conforme à nossa fé, aguardamos com espanto a morte e a conta que depois dela nos espera! Ó pai e protetor nosso, nós sozinhos não ousaríamos aparecer nesse tão justo tribunal, onde é o mesmo Deus que nos há de julgar; vimos portanto pedir-vos, por vossa preciosíssima morte e por vosso felicíssimo trânsito, a vossa poderosíssima proteção agora, para que vivendo uma vida digna do título que levamos, mereçamos também vossa proteção e assistência na morte.
Manifestai, pai amantíssimo, vosso amor em nossa morte; protegei-nos então, protetor nosso eficacíssimo, para que morrendo em graça de Deus, vamos convosco à morada felicíssima dos justos gozar de Jesus e de Maria por toda uma eternidade.
Amém.

  Devoções