Meditações da Quaresma

Terça-feira da 3ª Semana da Quaresma

;

Terça-feira, dia de devoção aos Santos Anjos

A Bíblia fala da existência dos anjos, espíritos celestes que protegem os homens, anunciam e executam a vontade de Deus.

Enquanto algumas crenças falam de tabelas para se conhecer os nomes dos anjos, a Bíblia expressa claramente que o número de anjos é incontável. Ao descrever o trono de Deus rodeado por espíritos celestes, o profeta Daniel se mostra perplexo pelo número daqueles seres celestiais:

“Mil milhares o serviam, e miríades de miríades o assistiam.” (Dan 7,10)

São Tomás afirma que a multidão de anjos em muito excede a multidão de criaturas materiais, citando:

“A tradição bíblica a respeito dos anjos dá seu número como milhares de milhares, multiplicando e repetindo os números mais altos que temos, e assim claramente mostrando que as Ordens dos Seres Celestiais são inumeráveis para nós.
São tantos os Exércitos de Inteligências Celestiais que eles superam completamente o alcance débil e limitado de nossos números materiais.”

As criaturas mais perfeitas, escreve São Tomás, são produzidas em grande número, porque Deus pretende principalmente a perfeição do universo na produção das coisas.

Com este princípio em mente é fácil entender como o número de espíritos angélicos deve exceder para além de toda a comparação o número de almas humanas criadas desde o princípio do mundo até agora e a serem criados de agora até o fim do mundo.

São Tomás nos fala de nove coros de Anjos:

  1. Serafins
  2. Querubins
  3. Tronos
  4. Dominações
  5. Potestades
  6. Virtudes
  7. Principados
  8. Arcanjos
  9. Anjos

Os Arcanjos são os príncipes dos Anjos. A Sagrada Escritura nos mostra o nome de três:

Arcanjo São Miguel

São Miguel, força de Deus para derrotar o demônio, simbolizada pela lança, com a humildade como escudo e a palavra de Deus é sua espada. Seu nome significa “Quem é como Deus?”

São Gabriel é o mensageiro do Espírito Santo. Significa “Deus é Forte”, fortaleza de Deus.

São Rafael, cujo nome significa “Deus cura”, medicina de Deus.

Os Anjos da Guarda nos são atribuídos desde o nascimento, e nos acompanham por toda vida, guiando-nos para as boas obras e auxiliando-nos nas dificuldades.

Rezemos sempre ao nosso Anjo da Guarda, pois é nosso melhor e mais próximo amigo: quer somente nosso bem, e a salvação eterna de nossa alma.

Orações aos Anjos

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a Ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, guarda, governa, ilumina. Amém! (oração diária)

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate; sede nosso refúgio contra as maldades e as ciladas do demônio. Subjugue-o Deus, instantemente o pedimos. E vós, Príncipe da milícia celeste, pelo poder divino, precipitai ao inferno a Satanás e a todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. Amém. (oração composta pelo Papa Leão XIII)

Arcanjo São Gabriel, assim como anunciaste a minha Mãe Maria que Ela seria Mãe do meu Salvador, vem agora e anuncia-me o que devo fazer neste momento de aflição. Amém.

Arcanjo Rafael, tu que tens o nome que cura, tu que és anjo poderoso, é a ti que agora eu clamo: vem me auxiliar e até mesmo me curar de todas as minhas doenças: do coração, da mente e do físico. Sê sempre beleza que me inspire. Amém.

Santos e Anjos todos do Céu, vinde me fazer companhia nesta hora em que necessito de vossa ajuda e me façais cumprir aquilo que Deus quer que eu faça. Vinde agora, meu Anjo da Guarda, pois preciso de vós. Amém.