Devoção do Mês de Maio

Décimo Dia

Oração Preparatória

Abri, Senhor, os nossos lábios, para que dignamente louvemos o Vosso Santo Nome, na veneração da Santíssima Virgem Maria. Purificai nossos corações de todos os pensamentos perversos, vãos e inúteis. Iluminai o nosso entendimento, inflamai a nossa vontade, para que possamos fazer a nossa oração com verdadeira humildade, firme confiança e fervorosa devoção e mereçamos ser atendidos e bem despachados perante o Augusto Trono da Vossa Divina Majestade. Por Jesus Cristo Nosso Senhor. 
Amém.

Oração de Oferecimento

Virgem Santíssima, gloriosa Mãe de Deus, ó Maria! Eis-nos diante de Vós novamente reunidos para manifestar-Vos a nossa veneração e o nosso amor. Alegramo-nos pela alta dignidade e glória a Vós concedida pelo Deus todo-poderoso. Louvamos e bendizemos ao Senhor, por nos ter dado a Vós por Mãe, por ter adornado do mais perfeito amor o Vosso Puríssimo e Sagrado Coração.  

Consagramos a Vós, Virgem Santíssima, todos os dias deste mês e especialmente o dia de hoje. Hoje e sempre Vos escolhemos por nossa protetora e intercessora junto a Jesus, Vosso Filho. A Vós consagramos nosso coração, nosso corpo e nossa alma. Em Vossas mãos entregamos todas as nossas esperanças e consolações, todas as nossas aflições e tribulações. A Vós recomendamos a nossa vida inteira e em particular os últimos instantes dela. Mostrai ser nossa Mãe! Ao Vosso patrocínio recomendamos a Santa Igreja Católica, especialmente o Papa Francisco, todos os bispos, o clero secular e regular, e as benditas almas do purgatório.  

Compraza-se o Vosso carinhoso Coração nos nossos cânticos e piedosas orações. Juntamo-las neste mês às orações de todos os fiéis e aos louvores que os Anjos no Céu oferecem a Vós, sua amabilíssima Rainha. Alcançai-nos a graça, a maior de todas, de sermos fiéis a Vós e a Vosso Filho até a morte, para que possamos louvar e amar convosco no Céu a Jesus, Vosso Filho e a Santíssima Trindade, por todos os séculos dos séculos.  
Amém.

 

 


Décimo dia

A saudação angélica

1. Não há cristão católico que não reze diariamente repetidas vezes a saudação angélica, a "Ave Maria". É uma oração venerável, composta na sua parte principal por palavras da sagrada escritura. São as palavras que o arcanjo São Gabriel e a santa Isabel dirigiram a Nossa Senhora. 
"Ave, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois entre as mulheres", eis as palavras com que São Gabriel saudou respeitosamente a Santíssima Virgem na pobre casa de Nazaré. 
"Cheia de graça", o arcanjo a chamou. Era o maior elogio que podeia fazer à Santa Virgem. A graça divina é mais preciosa do que todos os tesouros e grandezas do mundo, que aos olhos de Deus realmente não valem mais do que palha e barro. A graça divina é que nos enobrece verdadeiramente e que nos faz felizes por toda a eternidade. 
"Cheia de graça", que título de nobreza, que inefável felicidade! "O Senhor é convosco", isto quer dizer: Deus vos ama, vos protege, sois a filha mais querida de Deus e brevemente Jesus, o Deus eterno, o Rei da glória será vosso filho, sereis a bem-aventurada Mãe de Deus. 
"Bendita sois entre as mulheres", e sereis enaltecida, invocada e chamada bem-aventurada por todas as gerações. 

2. Considera as palavras com que santa Isabel saudou a Maria. "Bendita sois entre as mulheres"; estas palavras do arcanjo São Gabriel também santa Isabel dirigiu a Maria e acrescentou: "e bendito é o fruto do vosso ventre." 
Sois bendita por serdes a Mãe do Salvador. Jesus, o Rei da eterna glória, para ser homem verdadeiro, quis ser verdadeiro filho de Maria e tomar a carne humana de seu santíssimo ventre. Bendita Mãe e eternamente bendito Filho aos quais devemos a nossa salvação! 

3. A última parte da "Ave Maria" encerra importantíssima deprecação à Nossa Senhora. "Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. 
"Mãe de Deus", eis o motivo da nossa ilimitada confiança no valor da sua proteção. Que é que o Filho poderá negar a sua Mãe? Jesus é todo-poderoso, ama a sua Mãe e por isso Maria Santíssima também é onipotente, pois pode alcançar tudo pelos seus pedidos. São Boaventura a chama "a onipotência suplicante". Com que confiança, pois, devemos pedir a intercessão de Maria. 
Rogai por nós, que sois nossa mãe também, agora e na hora da nossa morte, da qual depende a nossa felicidade eterna. 

Rezemos 3 Ave-Marias para obter a graça de rezar sempre com absoluta confiança a Maria Santíssima.

Orações finais